Adicionar ao carrinho

ENCONTROS COM BEIRÃO - VENCEDORES DO MÊS DE AGOSTO DOS CASAMENTOS À BEIRÃO 2020

O Passatempo Casamentos à Beirão continua a encher-nos de histórias felizes!

A única parte difícil é mesmo escolher os vencedores. Mas este mês como é (a)gosto selecionámos duas histórias: a da Vera e Miguel e da Patrícia e do Amadeu.

De resto, não se esqueça: se está inscrito ainda pode ganhar! No próximo mês haverá um novo vencedor anunciado e não precisa de submeter nova participação.

Se ainda não participou, não perca esta oportunidade!

 

AS HISTÓRIAS VENCEDORAS 

Vera e Miguel  

 "Olá a todos os Beirãonenses!

Estou aqui para contar a nossa grande história de amor. Tudo começa com o facto de o meu melhor amigo ser a mesma pessoa que o melhor amigo do meu futuro marido (ainda a habituar-me a este termo!). Durante um belo par de anos, e quando digo isto, falo em cerca de 10 anos, eu ouvia o Afonso sempre a falar-me do Miguel (meu futuro marido) por qualquer história banal e o mesmo acontecia ao contrário, o Afonso a falar de mim ao Miguel.

Mas isto sem qualquer intenção de nos juntar, apenas porque iam surgindo alguns assuntos e ele lá falava de qualquer coisa que tinha acontecido. O caricato da história toda é que durante tantos anos nem eu nem o Miguel nem o Afonso tivemos aquela iniciativa de nos juntar os três.

Além disto, quando conheci o Miguel, viemos também a descobrir que vivíamos a 10 minutos a pé um do outro e nunca nos cruzamos. Chegou o dia (há 7 anos atrás), numa noite de verão, em que eu fui beber um café com o Afonso e mais alguns amigos e coincidência das coincidências estava lá o Miguel.

O Afonso rapidamente tratou das apresentações e eu na minha inocência disse para o Afonso "Ah este é que é o tal?". O que eu queria dizer era "este é que é o tal Miguel que me falas há tantos anos?" mas a surpresa foi tanta que aquilo foi assim a única frase que me saiu da boca.

Foi a frase perfeita para o Miguel a partir desse momento começar a meter-se comigo, dizia a toda a gente que eu disse que ele era "o tal". Conversa para lá e para cá, decidimos todos ir jogar matraquilhos, mas com um Beirão a acompanhar!

Tanto eu como o Miguel já éramos uns "doç(e)ómaniacos", portanto uma bebida doce como o Beirão, refrescada com gelo e limão para aquele fim de dia de verão, foi mais um assunto que deu que falar entre nós. Eu e o Miguel fizemos par nos matraquilhos e para minha surpresa (porque eu nem à baliza me safo) ganhámos o jogo. Achámos nós que foi o Beirão que deu sorte!

Dias passaram até que o Miguel tomou coragem para me convidar a sair a dois. No dia 26 de Dezembro, pediu-me para ir com ele às compras atrasadas de natal. Depois de tanta procura e de achar sempre que tudo o que víamos não era "a tal" prenda, decidimos comprar uma garrafa de Beirão D'Honra como prenda para a casa. Qual não é o meu espanto quando a meio do caminho para casa ele decide pedir-me em namoro com a garrafa de Beirão. Foi de beber e chorar por mais!

E aí começou uma nova etapa da nossa vida. Em todos os aniversários de namoro íamos almoçar fora e beber um Beirão como digestivo para o festejo.

Em Outubro do ano passado fizemos uma viagem a Paris e, num dia de chuva, o Miguel lembra-se que tínhamos de ir fazer um passeio de barco pelo Rio Sena porque íamos ter uma melhor perceção da cidade etc. Achei estranho querer fazer um passeio de barco num dia de chuva, mas lá lhe fiz a vontade. Qual não é o meu espanto quando o funcionário do bar nos traz dois copos de Beirão. 

Sem me aperceber que o Miguel já tinha combinado aquilo tudo, soube naquela hora que algo super importante estava para acontecer e foi aí que se deu o pedido de casamento!

Meia envergonhada lá no meio daquela estrangeirada toda, fizemos o festejo como o nosso habitual! Com toda esta história da pandemia, o nosso casamento que estava para ocorrer em Setembro deste ano, ficou adiado para Junho do próximo. Estamos crentes que à semelhança da nossa história, o Licor Beirão vai ser o responsável pelo último "empurrãozinho" e nos abençoe com as miniaturas que tanto queremos para o nosso casamento!  

Cumprimentos Beirãonenses,

Vera Gonçalves"

 

Patrícia e Amadeu

"1ª Data 15/05/2020
2ª Data 19/09/2021
Sem conseguir especificar quando começou, ao certo, o meu gosto pelo Licor Beirão, apenas posso afirmar que se acentuou quando visitei a Quinta pela primeira vez, em Junho de 2009, quando fui trabalhar para a Clínica Veterinária da Lousã.

Sendo licenciada em Enfermagem Veterinária desde outubro de 2008 apostei na minha carreira, desse por onde desse. Natural de Alfândega da Fé (distrito de Bragança), zona onde as pessoas ainda não estão muito sensibilizadas/educadas no que respeita a profilaxia e tratamento de animais de companhia, tive que me fazer à estrada.

Iniciando a minha caminhada em finais de Maio de 2009 na clínica veterinária da Lousã, soube pela médica que trabalhava comigo, que teríamos que ir buscar as gatas de uma senhora a uma quinta muito conhecida na zona, para vacinar…Deduzi que seria a Quinta do Licor Beirão… e assim foi!

Rodeada de uma beleza magnífica e um odor irresistível, com pessoas para além de simpáticas que após mostrar o meu interesse pelo licor se prontificaram a mostrar a loja e claro, a oferecerem-me logo uma caixinha de amostras! 

Não vos consigo precisar se foi a partir daí, mas desde esse dia que o meu gosto pelo Licor foi ficando maior e maior a cada dia. A cada saída com amigos, em casa, em cada momento festivo, estava sempre presente. Sempre sem exageros, acompanhou-me em todos os momentos marcantes na minha vida, incluindo no Natal e troca de prendas no trabalho!
Em 2010 vim trabalhar para o Porto, a mesma área, onde conheci o meu “atual/futuro” marido, o Amadeu.

O tempo foi passando, pois acontecia sempre algo que nos punha de lado a ideia de casar. No Natal de 2013, os meus pais vieram passá-lo connosco e aí posso dizer que abusei um pouco do nosso Licor e não sabendo se foi coincidência ou não (porque já estávamos a tentar) a 14 de Janeiro fiz o teste e… positivo! Aí vinha o Dinis a caminho! Confesso que não segui à regra o de não beber durante a gravidez, sem excessos, de vez em quando, tive que beber um Licor Beirão! O tempo foi passando, mas a ideia de nos casarmos e batizarmos o Dinis no mesmo dia, não nos saía da cabeça.

Em Junho de 2018 foi-nos imposta a saída do apartamento em que éramos inquilinos, pois o mesmo tinha sido vendido, o qual nos apressou para a compra de um só nosso, adiando mais uma vez os nossos planos. Em Abril de 2019, a minha mãe foi chamada ao Hospital Santo António do Porto para neurocirurgia, após uma espera de 2 anos pela data da mesma para uma correção de uma má formação na cabeça (doença de Quiari). Foram 3 longos meses, pois houve bastantes percalços no entretanto, sendo a minha mãe submetida a não uma, mas a três cirurgias e no final à colocação de um dreno peritoneal, ad eternum. Entre o trabalho fora de casa, mãe, esposa e filha, foi um rodopio de emoções. E não que me focasse no licor para amenizar todo o sofrimento, mas eram os únicos momentos em que sentia alguma paz, os únicos momentos de relaxamento…. Mas tudo passou e neste momento a minha mãe está relativamente bem, que é o que interessa.

Em dezembro de 2019, mais precisamente no dia 31, eu, o Amadeu e o Dinis, resolvemos ir passar o final do ano com os meus pais e uns primos meus. Com a ligação pelo Whattsapp ao meu irmão (emigrante na Suíça), após as badaladas da meia noite, o meu Amadeuzinho voltou-se para o meu pai e, à moda antiga, perguntou-lhe se lhe concedia a minha mão em casamento, ao qual o meu pai respondeu “já a levaste há tanto tempo”! Para ele foi um “sim” claro por isso voltou-se para mim, ajoelhando-se e fez-me o pedido, em frente ao meu filho, pais, primos e irmão. Sem ser preciso dizer que a resposta foi SIM, o momento foi celebrado, como é óbvio, com Licor Beirão!

A reação do nosso filho não foi a melhor, pois disse que o pai já namorava comigo e não precisávamos casar. O ciúme falou um pouco alto, mas logo passou quando dissemos que a festa não seria só dos pais, mas também dele, pois seria batizado. Sem hesitarmos, porque assim já havíamos concordado, convidámos na hora, a Ana e o Pedro (primos), para nossos padrinhos de casamento.
Esperávamos por este momento há tanto tempo que queríamos que fosse mesmo no ano seguinte, o mais rápido que conseguíssemos. Até 21 de janeiro (meu aniversário e dia em que escolhi o meu vestido de noiva), já tinha quase tudo organizado, desde vestido, convites (só tínhamos entregue à família do noivo, porque a minha é espalhada pelo continente, França e Suíça), lembranças tanto para casamento (AS VOSSAS MINIATURAS PERSONALIZADAS E SACOS DE ORGANZA), como para batizado, cestas, porta-alianças, igreja, quinta… Ou seja, faltavam os fatos do noivo e do menino das alianças (o Dinis) e alguns pormenores, mas a maior parte já estava orientada. As alianças fomos buscá-las no dia 25/03/2020, já com a gravação da suposta data de casamento 15/05/2020.

Nesta altura já decorriam as notícias do Covid-19 e o nosso pensamento era só um “mais uma vez o nosso grande dia adiado”…. Nesta data já estava em casa com o Dinis, por acompanhamento a filho menor de 12 anos e poucos dias depois ligámos com a quinta a adiar a data pois tínhamos noção que não conseguiríamos que fosse na que estava agendada. Foi uma decisão difícil, mas necessária, para bem de todos. Não correndo risco de uma nova alteração (e esperemos bem que não seja necessário), remarcámos para 19/09/2021.

Mantendo a linha, pois só já tenho mais uma prova do vestido, o Amadeu também e o fato do Dinis tivemos que trocar por outro tamanho, vamos acreditar que vai ser desta.
Queremos que seja tudo perfeito, na companhia do Licor Beirão, porque merecemos, a nossa família e amigos merecem e porque não poderia ser de outra maneira!!!!


Deixo-vos a sugestão, se por algum motivo, for uma das vencedoras, e mesmo já tendo as lembranças, mais nunca são de mais… Mas se em vez das miniaturas quiserem arranjar a viatura Volkswagen T1 Combi de 1963 (ou outro ano), da Licor beirão, para me levar à igreja, seria o dia perfeito para mim! 

Muito sucesso e mantenham essa quinta, com a qualidade de sempre!!!!"


Ver todas as entradas no blog

Partilhar esta publicação