O Beirão é Portugal! – Loja Licor Beirão
Adicionar ao carrinho

O Beirão é Portugal!

Da longa guerra que José Carranca Redondo travou contra a Junta Autónoma de Estradas há um episódio, em particular, que merece destaque.

Em 1961,  a Direção de Estradas de Coimbra notificou o empresário para retirar um painel publicitário colocado na curva do Pego Negro. Contornando mais esta curva, e como era seu hábito, o Senhor Licor ignorou a ordem e manteve a publicidade ao Beirão no mesmo sítio. A audácia foi-lhe valendo várias multas, que o empresário teimava em não pagar.

Alguns meses depois, rebenta a guerra em Angola e Carranca Redondo monta um esquema para “tramar” as Estradas de Coimbra. Seguindo as instruções da Direção, o empresário manda retirar o seu painel mas pinta no mesmo local a frase “Angola é Portugal”, máxima absoluta de Salazar em prol da guerra. O diretor das estradas ao tomar conhecimento da nova frase, que entendeu como uma provocação à sua autoridade, exigiu que o empresário retirasse a nova pintura. Carranca Redondo não só não o fez como apostou com os amigos que o diretor ia cair na “armadilha”... Cansado de solicitar que o empresário retirasse a pintura, o responsável acabaria por retirá-lo pelos seus próprios meios, enviando posteriormente a fatura ao lousanense que, obviamente, não a pagou e se apressou a divulgar por todos os órgãos de comunicação social e cafés a atitude da Direção de Estradas.

Centenas de pessoas acabariam por manifestar a sua solidariedade para com o dono do Licor Beirão. E o assunto, que ganhou uma dimensão nacional, chegou mesmo a ser alvo de largo debate num dos programas políticos de maior peso da altura (o programa do jornalista João Coito, na RTP) que teceu duras críticas ao diretor de estradas pelo seu “comportamento antipatriótico”...

 

Subscreve a nossa newsletter!

* indicates required

Ver todas as entradas no blog

Partilhar esta publicação